O Evento

Capacitação, transferência de conhecimento e apresentação de inovações e tecnologias são os pilares que contextualizam a realização 5º Seminário ÁGUA INNOVATION, em formato totalmente online, nos dias 20 e 21 de outubro de 2021. Oportunizará, com a experiência e a dedicação de especialistas do setor e da iniciativa pública e privada, um cenário de debate sobre a eficácia dos Recursos Hídricos, Energia Limpa e Acessível, Sustentabilidade e Eficiência Energética.

A pauta em torno do Tema Central “Semiárido: economia, sustentabilidade e ambiente” dará o norte para a apresentação de cases e muito conteúdo com características de integração e continuidade que apontam caminhos para a construção de soluções coletivas importantes para a consolidação de uma gestão de águas autêntica e contextualizada.

0DIAS0HORAS0MIN0SEG

Água,

recurso fundamental que garante a existência da vida.

O alerta divulgado em relatório da Organização das Nações Unidas em 2018, que ainda permanece atual, para cada 100 pessoas do planeta, 26 não têm acesso à água potável de forma regular. Dentro de 30 anos, serão 50 para cada 100, ou 5 bilhões de pessoas, para uma população global de 10 bilhões.

Desde a década de 1980, o consumo global do recurso cresce 1% ao ano, em média. A manter-se o atual ritmo de consumo de água e de crescimento da população, concentrado em locais marcados por condições adversas para moradia, a água potável tende a se tornar um bem cada dia mais escasso.

Realizar a 5ª Edição do Seminário, fomentará o debate em favor de um novo modelo de gestão dos recursos ambientais: planejado, estudado, eficaz e responsável, além de sustentável ecológica e economicamente.

De uma gota de água geramos riqueza.

Temos o propósito de promover a conscientização do uso racional da água, da sua importância para a vida humana, para o desenvolvimento sustentável e a melhoria da produtividade hidroagrícola.

Palestrantes

Alysson
Paolinelli

Mineiro de Bambuí, nascido em 1936, Alysson Paolinelli tornou-se agrônomo em 1959 pela Escola Superior de Agronomia de Lavras (Esal), que depois tornou-se universidade federal-UFLA.
Em 1971, assumiu a Secretaria de Agricultura de Minas, a convite do governador Rondon Pacheco, e criou o SOAPA que gerou incentivos e inovações tecnológicas que tornaram Minas o maior produtor de café do Brasil.

Desenvolveu um sistema de plantio de Florestas Plantadas em Minas Gerais, que atingiu o recorde de plantio no Brasil, de 350.000 hectares por ano.
Iniciou o Uso dos Cerrados Mineiros na produção de grãos, fibras, florestas e pastos. Criou em Minas o primeiro Projeto Integrado de Assentamento Dirigido do Alto Paranaíba (PADAP), que se constituiu no maior exemplo de verdadeira reforma agraria onde os colonos assentados tem a maior renda agrícola do país.

Criou as condições de plantio de cafés com alta tecnologia, que atingiu em 5 anos, mais de 950 milhões novas de covas de café e que tornou Minas Gerais, no maior e melhor produtor de café do Brasil.

Em 1974, aceitou convite do presidente Ernesto Geisel para tornar-se ministro da Agricultura, e tratou de modernizar a Embrapa e promover a ocupação econômica do cerrado brasileiro.
Paolinelli implantou um ousado programa de bolsas de estudos para estudantes brasileiros nos maiores centros de pesquisa em agricultura do mundo.

Cuidou também da reestruturação do crédito agrícola e do reequacionamento da ocupação do bioma amazônico.

Após deixar o Ministério, ainda exerceu cargos de destaque na vida pública brasileira;

– Presidente do Banco do Estado de Minas Gerais
– Deputado constituinte
– Presidente da CNA (Confederação Nacional da Agricultura)
– Voltou a ser Secretário de Agricultura no governo Hélio Garcia e permaneceu no cargo até 1978, no Governo de Eduardo Azeredo.

Em 2006 foi também agraciado com o World Food Prize, prêmio que equivale ao Nobel da Alimentação.
Hoje exerce o cargo de Presidente Executivo da ABRAMILHO (Associação Brasileira dos Produtores de Milho).

Em 2014, junto com amigos criou o Fórum do Futuro e é seu Presidente até hoje.

Aridiano Belk de Olimeira

Formação:
Gestão Empresarial  pela universidade Vale do Acarau. UVA
Especialização – Gestao Publica  – Unilab

Atuação Profissional:
Gerente executivo do Perímetro Tabuleiros de Russas
Presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Baixo Jaguaribe
Coordenador  Geral do Fórum Cearense de Comitês de Bacia
Conselheiro do Conselho Estadual dos Recursos Hídricos

Bruno
Rebouças

Geógrafo e mestre em geografia pela UECE, foi conselheiro do CREA CE e presidente da associação profissional dos geografos APROGEO-CE. Na COGERH desde 2010, onde atualmente está a frente da diretoria de operações.

Carlos
Prado

Diplomado Economista em 1966 –  Faculdade de Ciências Econômicas de Marília/SP.
Atuou no DEMA – Departamento de Engenharia e Mecânica da Agricultura da Secretaria da Agricultura em Assis/SP, cujas atividades o aproximaram da agricultura (1960 a 1961).
Integrou o quadro funcional do Banco do Brasil S/A (1961 a 1965), em Assis-SP.
Aprovado em concurso para Agente Fiscal do Imposto de Renda, em 1965, desistiu de tomar posse ao ter que escolher trabalhar em Fortaleza, Belém e Manaus. Achou muito distante, sem asfalto e sem DDD.
Na atividade profissional, dedicou-se à prestação de serviços de consultoria a empresas do agronegócio e revendas de veículos, em Presidente Prudente/SP (1965-1970).
Fundador, em Presidente Prudente/SP,  da Fábrica de Estopas Adriana Ltda (1968-1974) e da Importadora Prudentina de Máquinas Agrícolas Ltda (1969-1974), inovativa na ação de introduzir a colheita mecanizada do amendoim no Brasil,  atividade que aprofundou seu conhecimento do segmento da agricultura e da mecanização agrícola. Simultaneamente,
tornou-se sócio-presidente da Presidente Parafusos Ltda(1970-1973). As vicissitudes das atividades empresariais, à época, o conduziram ao Nordeste.
Fundador, em Fortaleza/CE, da CEMAG Ceará Máquinas Agrícolas Ltda (1973), produtora das primeiras máquinas destinadas à colheita de amendoim e feijão, no Brasil. A primeira exportação do maquinário ocorreu em 1974. Recomprada dos herdeiros (2019), a CEMAG continua na propriedade integral e administração de Carlos Prado.
Fundador da  Itaueira Agropecuária S.A. (1983), da qual é Presidente do Conselho de Administração, foi diretor presidente da mesma de 1983 a 2018. Produtora de frutas, vegetais e camarão, nos Estados do CE, RN, PI e BA.
Na atividade sindical e de representação empresarial, integrou o grupo de líderes fundadores e membros: do Pacto de Cooperação do Ceará e do Agropacto–Pacto de Cooperação da Agropecuária do Ceará; movimento plural formado por empresários, integrantes do governo do Ceará e da sociedade cearense. Destinava-se a discutir ideias, sugestões e projetos para o desenvolvimento do Ceará; Na gestão de Fernando Cirino como Presidente da FIEC, liderou a criação do Trade Point do Ceará (1995), extensão do Ministério de Relações Exteriores, transformado no Centro Internacional de Negócios–CIN-FIEC (1998), com Missão de desenvolver a cultura exportadora no Ceará.
Em 2.009, nomeado Presidente da Comissão Nacional de Fruticultura da CNA-Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária, seguindo-se: Presidente da Câmara Setorial da Agricultura do MAPA – Min. da Agricultura, e  Secretário Executivo da FPF – Frente Parlamentar da Fruticultura, na Câmara dos Deputados.
Em 2002, foi o Coordenador, pela FIEC, da Plataforma Regional do Agronegócio do Caju, parceria da FIEC, gestão de Jorge Parente, com FAEC, gestão de José Ramos Torres de Melo Filho, EMBRAPA e Ministério da Ciência e Tecnologia.
Em 2014, coordenou a criação da Abrafrutas – Associação Brasileira dos Produtores Exportadores de Frutas.
Colaborou com a coordenação do Movimento Integra Brasil–O Nordeste no Brasil e no Mundo (2012/2014), iniciativa do Centro Industrial do Ceará-CIC, na gestão de Nicolle Barbosa, com apoio da FIEC, na gestão de Roberto Macedo e grande apoio de Beto Studart, reunindo pensadores econômicos das Federações de Indústria de todo o Nordeste, Congresso Nacional, BNDES, Sudene, dentre outros,
Na Federação das Indústrias do Estado do Ceará-FIEC, desempenhou várias funções: Diretor da FIEC (1995-1999- Gestão Fernando Cirino); Diretor Executivo da FIEC (1999–2002-Gestão Jorge Parente); Vice-Presidente da FIEC (2010–2014-Gestão Roberto Macêdo); atual 1º Vice-Presidente da FIEC e Delegado Representante Suplente da CNI (2019–2024-Gestão Ricardo Cavalcante).
Em 2020 e 2021, liderou Grupo de Economistas Cearenses e Gestores da FIEC que, por iniciativa do Presidente Ricardo Cavalcante, elaborou a Plataforma para o Desenvolvimento Industrial Cearense.

Carlos
Matos

Carlos Matos Lima – consagrado na Comunidade Shalom, casado, pai de 5 filhos e empresário. É sócio-diretor da Trainer DG, empresa de Desenvolvimento e Gestão, e da Solarisa Brasil, empresa de Energia Solar. Licenciado em Administração de Empresas pela Universidade de Fortaleza (1995), e participou de um curso de especialização em Desenvolvimento Regional pela Universidade de Barcelona UB, Espanha (2004).

Na gestão pública do Estado do Ceará foi Deputado Estadual (2015-2018); Secretário de Agricultura Irrigada do Estado do Ceará(1999-2002)  e, na sequência, Secretário de Agricultura(2003-2006), contribuindo efetivamente para o desenvolvimento do Estado do Ceará, através de projetos que impactaram a vida de milhares de cearenses, tais como: Projeto Milhão, Projeto Agropolos, Projeto Caminhos de Israel, Projeto Sertão Vivo, Projeto Flores e Rosas do Ceará, Seguro Safra, idealizador do Seminário Água Innovation, dentre outros.

David
Girão

Administrador
Presidente Instituto Luiz Girão

Diego
Trindade

Advogado e produtor rural; Vice Presidente da Comissão de Direito agrário e agronegocio da OAB/CE; membro do comitê Tributario da Sociedade Rural Brasileira.

Pós-graduação em direito ambiental e agrário na PUC/SP; MBA gestão empresas FGV/SP; Tributação no agronegocio FGV/SP; Recuperação Judicial de empresas Insper/SP.

Flavia
Barros

Engenharia Civil com Mestrado e Doutorado em Hidráulica e Saneamento pela Escola de Engenharia de São Carlos – USPe Especialização em Direito Ambiental e Recursos Hídricospela Universidade Cândido Mendes-RJ.

Especialista em Recursos Hídricos e Saneamento Básico da AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS– ANA, atualmente trabalha no Comitê de Integração do PISF-CIPISF com a atribuição de articular as ações internas e externas da ANA relacionadas a implementação do PISF. Anteriormente foi Superintendente de Fiscalização da ANA quando tinha a responsabilidade de coordenar a equipe de fiscalização de usos de recursos hídricos e de segurança de barragens e o Cadastro Nacional de Usos de Recursos Hídricos – CNARH, com experiência na implementação do Sistema Nacional de Gerenciamento dos Recursos Hídricos, na articulação institucional com os órgãos gestores de recursos hídricos e implementação dos instrumentos de gestão, notadamente a outorga.

Jerson
Kelman

Foi professor da COPPE-UFRJ, diretor-presidente da ANA e diretor-geral da ANEEL

Foi professor da COPPE-UFRJ, pesquisador do CEPEL e principal dirigente da ABRH, ANA, ANEEL, LIGHT, ENERSUL e SABESP. Atualmente é conselheiro da ENEVA, EVOLTZ, IGUÁ e ORIZON.

José Geraldo Eugênio de França

Engenheiro Agrônomo pela Universidade Federal Rural de Pernambuco, Mestre em Agronomia pela Acharya N.G. Rao Agricultural University, Hyderabad, Índia e pesquisador visitante do ICRISAT – International Crops Research Institute for the Semi Arid Tropics. Doutor em Agronomia e pós-Doutor em Biotecnologia pela Texas A&M University, College Station, TX; Professor/pesquisador visitante na Universidade de Nebrasca-Lincoln em 2012 como Fulbright Fellow.

Professor Titular da UFRPE-UAST em Agricultura e Biodiversidade, foi pesquisador do IPA – Instituto Agronômico de Pernambuco, entre abril 1979 e julho de 2021, havendo sido presidente do IPA, em 1995; Secretário de Agricultura do estado de Pernambuco, entre 1995 e 1996; Superintendente do Incra PE, entre 2000 e 2002; Superintendente de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa entre 2003 e 2005 e Diretor Executivo dessa instituição entre 2005 e 2011; Superintendente de Pesquisa e Desenvolvimento do ITEP entre 2011 e 2015 e Presidente  dessa instituição entre 2015 – 2016.

Em abril de 2013 foi agraciado com a comenda “Outstanding International Alumnus 2013” pela Texas A&M University. Em dezembro de 2017 recebeu a comenda Lauro Borba, pelo CREA PE e em dezembro de 2020, a comenda Engenheiro Pelópidas Silveira, como o profissional de destaque em Pernambuco.

Atualmente é membro do Comitê Tecnológico Permanente do CREA PE, membro do Conselho Assessor Internacional da BiofuelNet Canadá, da McGill University, membro do Conselho Editorial da Revista Opiniões, especializada em bioenergia e biocombustíveis, membro do Conselho Editorial dos Cadernos do Semiárido e membro da Câmara Técnica de Inovação da FACEPE – Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco e consultor ad hoc para análise e acompanhamento de projetos de instituições nacionais e estrangeiras, destacando-se: a FACEPE, a FAPES – Fundação de Amparo à Ciência, Tecnologia e Inovação do estado do Espírito Santo, a FAPESB – Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia da Bahia e a Associação Fulbright.

Desde 2014, é associado à Inovate Consultoria & Projetos Ltda, sendo assessor técnico, representando esta empresa, no Fórum Permanente de Convivência Produtiva com as Secas, uma iniciativa do Sebrae PE e da FAEPE – Federação da Agricultura do estado de Pernambuco. É coordenador técnico do Fórum Água Innovation desde julho de 2020. A partir de janeiro 2021 escreve uma coluna semanal no Jornal do Sertão (www.jornaldosertaope.com.br) sobre o agronegócio no semiárido brasileiro.

José Roberto Nogueira

CEO do Grupo Brisanet, possui mais de 30 anos de experiência em gestão de negócios, telecomunicações e TI. Sua jornada teve início com o sonho de transmitir sinal de internet através de um custo acessível em pleno sertão, e para que isso fosse possível fundou a Brisanet. Hoje, está à frente da empresa que se consagra como uma das mais importantes no mercado nacional das telecomunicações. Também atua como sócio-diretor da empresa Nossa Fruta Brasil.

Entusiasta do poder transformador da conectividade, José Roberto lidera pessoas para promover inovação e responder de forma positiva às adversidades e desafios.

José Wally Mendonça Menezes

Reitor do IFCE
Bolsista de Produtividade Desen. Tec. e Extensão Inovadora do CNPq – Nível 2
Licenciatura, Bacharelado, Mestrado e Doutorado em Física pela Universidade Federal do Ceará (UFC). É professor do Departamento de Telemática e do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Telecomunicações (PPGET) ambos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE). É pesquisador do laboratório de Fotônica e Electromagnetismo aplicado/IFCE e colaborador do Laboratório de Telecomunicações e Ciência e Engenharia de Materiais – LOCEM/UFC. Tem experiência na área de Física aplicada a Telecomunicações, Eletromagnetismo, Áreas Clássicas da Fenomenologia e suas Aplicações, atuando principalmente nos seguintes temas: Sistemas de Telecomunicações, Grafeno, Internet das Coisas (IoT), Big Data, Fotônica, Redes sensores, Comunicação óptica, Telesaúde e Smart City. Atuelamente está como Reitor do IFCE e ja desempenhou as seguintes funções no IFCE:
(*) Pró-Reitor de Pesquisa, pós-graduação e Inovação do IFCE
(*) Coordenador de Pós-Graduação PRPI/IFCE;
(*) Coordenador do Núcleo de Inovação Tecnológica NIT/IFCE;
(*) Assessor da Pró Reitoria de Pesquisa Pós-graduação e Inovação – PRPI;
(*) Coordenador Geral do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).
(*) Coordenador Engenharia de Telecomunicações;

Luiz Gustavo Ribeiro Pereira

EMBRAPA – Researcher – Animal Nutrition and Precision Dairy Farming

Luiz
Sergio

Mestre em Administração de Empresas, especialista nas áreas de Marketing e Planejamento Estratégico pela Fundação Dom Cabral e Kellogg Graduate School of Management, em  Administração Rural pela Universidade de Viçosa e especialista internacional em Desenvolvimento Rural Sustentável, pelo IICA e Ministério de Agricultura, Pesca e Alimentação da Espanha. 

Atualmente Superintendente de Negócios de Varejo e Agronegócio do Banco do Nordeste do Brasil S.A e também foi superintendente da área de microfinanças e agricultura familiar.
Atuou com professor na Universidade Estácio de SÁ ministrando disciplinas de planejamento, empreendedorismo, administração geral e marketing

Marcielly Fleck Turatto

  • 32 anos, natural de Toledo-PR, atualmente residindo em Palmas-Tocantins. 
  • CIENCIAS RURAIS-UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA
  • ENGENHARIA AGRONOMICA-UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA
  • MESTRADO EM AGRICULTURA (LINHA DE PESQUISA MANEJO FITOSSANITÁRIO)- UNIVERSIDADE ESTADUA DE PONTA GROSSA.
  • Gestora em auditoria de biotecnologia (Rio Grande do Sul)
  • Responsável técnica da Primato Cooperativa Agroindustrial (Toledo-PR), conduzindo a área experimental e realizando a assistência técnica com produtores de grãos da região
  • Atualmente é Agrônoma de Produtos na área de sementes dentro da Corteva Agriscience atuando nos estados do Tocantins, Maranhão, Pará e Piaui.
  • Desde agosto de 2020 também é coordenadora técnica do Programa Prospera no Nordeste.

Mario Barbosa Rosa Filho

Engenheiro agrônomo
Consultor técnico do  Programa Nordeste leiteiro

Martinho
Bravo

Graduado em Direito pela Universidade Tiradentes – Unit, em Sergipe.
Produtor rural com experiência em criação de gado de corte e produção de grãos de sequeiro e integração lavoura e pecuária, além do plantio de palma forrageira.

Nartacha Gertrud Cunha de Melo

Analista de Infraestrutura , graduada em Engenharia Civil  pela  Universidade Federal da Paraíba – UFPB , possuí MBA em Gestão de Projetos pela  – Fundação Getúlio Vargas-FGV  e Pós  Graduação em Engenharia Sanitária e Ambiental pelo  Instituto de Pós Graduação e Graduação- IPOG.

Iniciou a carreira profissional com análise e  execução e análise de projetos hidráulicos e de saneamento na  Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal – CAESB. 

Na sequência, atuou durante  oito anos no planejamento das ações de saneamento ambiental em comunidades indígenas, no âmbito do Secretaria Especial de Saúde Indígena no Ministério da Saúde.

Atualmente é gerente de projetos do Departamento de Projetos Estratégicos da Secretaria Nacional de Segurança Hídrica  do Ministério do Desenvolvimento Regional com atuação no Projeto de integração do São Francisco.

Rafael
Amaral

Zootecnista pela Unesp/Jaboticabal
Mestre e doutor em Ciência Animal pela Esalq/USP
Criador do Doctor Silage
Gerente de produtos da Lallemand Animal Nutrition para América do Sul

Rubens Duarte Coelho

Professor Titular da ESALQ – USP (2021). Graduação USP (1986); Mestrado USP (1990), Doutorado (PhD – 1996) Universidade de Nebraska USA, ministrando 2 disciplinas a nível de graduação e 4 disciplinas a nível de pós-graduação. Membro das Sociedades Brasileira e Americana de Engenharia Agrícola. Total de 89 orientações já concluídas, sendo 57 orientações a nível de Pós-Graduação. Totaliza 192 artigos científicos publicados em periódicos internacionais e 264 trabalhos científicos apresentados em Congressos e Simpósios. LINHAS DE PESQUISAS ATUAIS: a) Mudanças Climáticas x Projetos de Irrigação, b) Modelos de Simulação e suas Aplicações na Agricultura, c) Irrigação de Precisão: Imagens Termais (CWSI) & Multiespectrais; d) Manejo da Irrigação via Sensores de Umidade do Solo.

Sílvio Carlos Ribeiro Vieira Lima

Engenheiro Agrônomo e Mestre em Irrigação e Drenagem pela Universidade Federal do Ceará – UFC. É Doutor em Ciências, área de concentração em Irrigação e Drenagem pela ESALQ/USP (2009) com estágio sanduíche em Córdoba – Espanha no Instituto de Agricultura Sostenible (IAS/CSIC). De novembro de 2012 a outubro de 2013 fez Pós-doutorado com bolsa do CNPq na Universidade da Califórnia, Davis (UCDAVIS) onde foi Pesquisador Visitante no Department of Land, Air and Water Resources (LAWR). Atualmente é Secretário Executivo do Agronegócio da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho do Governo do Estado do Ceará – SEDET, planejando e desenvolvendo ações, projetos e parcerias para o desenvolvimento do agronegócio cearense. Em sua carreira profissional foi professor do Curso de Tecnologia da Irrigação do Instituto CENTEC de agosto de 2001 a fevereiro de 2011 e nesse período foi Diretor Regional da Faculdade CENTEC de Sobral, de julho de 2004 a janeiro de 2006 e Gerente Técnico do Laboratório de Ensaios em Equipamentos de Irrigação – LEEI, laboratório este que foi acreditado pelo INMETRO em 2007.

Em janeiro de 2007 foi um dos fundadores do Instituto de Pesquisa e Inovação na Agricultura Irrigada – INOVAGRI. No INOVAGRI fez parte da comissão organizadora do Workshop Internacional sobre Inovações Tecnológicas na Irrigação – WINOTEC em 2007 e desde então participa da organização de importantes eventos internacionais como o INOVAGRI International Meeting que já está em sua quinta versão e essas ações já proporcionaram a presença de mais de 200 palestrantes internacionais, 300 nacionais, atendendo a aproximadamente 5.000 inscritos em todas as edições. Participou da organização do Inovagri Meeting Virtual em 2020 e também da série Webinar INOVAGRI no canal do You Tube daquele Instituto, que já recebeu mais de 50 mil visualizações. É membro da equipe executora de diversos projetos e dentre eles pode-se destacar o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Engenharia da Irrigação (INCT-EI), que teve sede na ESALQ/USP. Em 2012 e 2014 coordenou o programa de capacitação em irrigação e drenagem realizado pela Agência Nacional de Águas – ANA em todo o país. Coordenou regionalmente o Projeto Serviço de Assessoramento ao Irrigante – SAI, projeto executado no Distrito de Irrigação do Baixo Acaraú – CE. É pesquisador voluntário do Instituto INOVAGRI e participa de projetos internacionais com diversas Instituições. Foi Diretor de Agronegócios da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará – ADECE de 2015 a 2019. Foi membro do Conselho Deliberativo do SEBRAE e do Conselho Superior da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico – FUNCAP. Desde 2013 participa da CIGR – International Commission of Agricultural and Biosystems Engineering, como membro do Technical Sections I: Land and Water. Desde 2015 é membro do Conselho de Recursos Hídricos do Ceará – CONERH e atualmente coordena a Câmara Técnica de Apoio à Alocação de Água para Agropecuária nas Bacias Hidrográficas do Estado. Representa a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará – FAEC na Comissão Nacional da Irrigação da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil – CNA. É Diretor de Certificações e Eventos da Associação Brasileira de Irrigação e Drenagem ? ABID. Desde agosto de 2019 é membro da Câmara de Inovação Pública da FUNCAP. É membro do Comitê do Projeto de Segurança Hídrica e Governança (IPF-Ceará) para a execução do Projeto financiado pelo Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento – BIRD, sendo Coordenador do sub-Projeto: Eficiência do uso da água no setor agropecuário para cinco bacias hidrográficas do Ceará.

Desafio Água Innovation 2021

  • A CHAMADA TEM POR OBJETIVOS:
    • Identificar soluções e tecnologias para otimizar o acesso e uso eficiente da água na agricultura;
    • Avaliar a performance técnica, econômica e socioambiental das soluções, afim de determinar o potencial de impacto das soluções  identificadas.
    • Fomentar o tema de inovação de impacto, disseminar e dar visibilidade a inovações e boas soluções, além de direcionar esforços de universidades, incubadoras, parques tecnológicos, agências de inovação, aceleradoras, empresas e inovadores para o desenvolvimento e aplicação de tecnologias para o acesso à água potável para as mais diversas atividades.
    • Integrar inovadores, organizações sociais, governos, empresas e fundações em ações e modelos que permitam a geração e ampliação de impacto socioambiental positivo de forma economicamente sustentável.
  • CRONOGRAMA

Etapa

Data

Inscrições

Até 22/11/2021

Envio do pitch

Até 22/11/2021

Avaliação das soluções

22/11/2021 a 26/11/2021

Resultado

29/11/2021

Premiação

30/11/2021

  • SOBRE OS DESAFIOS E PERFIL DAS SOLUÇÕES REQUERIDAS

I. Descrição dos Desafios

A presente chamada busca soluções para os desafios abaixo, dissociados e independentes entre si, mapeados e diagnosticados nas palestras do Seminário Água Innovation 2021. 

Temas:

  • EXPERIÊNCIA NA PRODUÇÃO DE GRÃOS NO NORDESTE COM EFICIÊNCIA HÍDRIGA
  • Profissionalização do produtor (verticalização pecuária + agricultura);
  • Salto da produtividade no Nordeste;
  • Irrigação por gotejamento na cultura de milho.
  • PECUÁRIA 4.0 – INOVAÇÃO NA PECUÁRIA
  • Integração da lavoura e pecuária em busca do carbono zero;
  • Silagem: estratégia para superação das secas;
  • Tecnologia – Produtor de Israel.
  • SEGURANÇA HÍDRICA – REALIDADE ATUAL E PERSPECTIVA DE FUTURO
  • São Francisco: Custo atual e impacto na segurança;
  • Hidrometração e política de demanda;
  • Relatos sobre o Água do vale.
  • PEGADAS DO FUTURO
  • Hidrogênio verde;
  • Uso das tecnologias 4G e 5G para eficiência hídrica;
  • Crise energética e o futuro da energia no Nordeste.

Eixos Temáticos

1. Grãos e aproveitamento hídrico

Milho de sequeiro;
Boas práticas agrícolas;
Genética para o Nordeste.

2. Segurança hídrica – realidade atual e perspectiva de futuro

São Francisco: volume, cronograma e custo;
Hidrometração e política de demanda;
Eficiência produtiva – produtividade hidroagrícola.

3. Pecuária leiteira 4.0

Investimento em ambiente;
Eficiência em volumoso;
Reprodução lucrativa;

4. Pegadas do Futuro – Água, Energia e Produção

Hidrogênio verde;
Apagão. Será verdade?
Transformando o sol em riqueza.

PÚBLICO-ALVO

Representantes do Poder Público municipal, estadual e federal,   em especial dos Estados do Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte e Pernambuco;

  • Empreendedores e empresários de micro, pequeno, médio e grande porte;
  • Profissionais liberais;
  • Representantes de entidades de classe;
  • Representantes de instituições de fomento e financiamento;
  • Imprensa especializada;
  • Pesquisadores;
  • Instituições de ensino.

Confira nossa

EDIÇÃO 2020

ORGANIZAÇÃO

REALIZAÇÃO

APOIO INSTITUCIONAL

APOIO

PATROCÍNIO

CONTATO

pratica@praticaeventos.com
(85) 9.9767-2202